[Fechar]

.....

.....
nome_imagem
nome_imagem
Publicidade
nome_imagem nome_imagem
nome_imagem
nome_imagem

Cadastre-se e receba nosso Boletim Diário

nome_imagem
nome_imagem

Indiciado no EUA, Del Nero pede licença da CBF e deputado assume interinamente


Indiciado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos nesta quinta-feira por corrupção, o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, pediu licença da entidade máxima do futebol brasileiro para “dedicar-se à sua defesa”. Em sua ausência, o vice-presidente Marcus Antônio Vicente, ex-mandatário da Federação do Espírito Santo e deputado federal pelo PP, assume o posto.

Del Nero já vinha evitando viagens oficiais como mandatário da CBF, mas o dirigente foi acusado oficialmente nesta quinta, integrando uma lista de 16 indiciados que contém também o nome do ex-presidente da entidade, Ricardo Teixeira.

Ambos são investigados por corrupção, formação de quadrilha e enriquecimento ilícito. Entre as suspeitas estão pagamento e recebimento de propinas em negociações de direitos de transmissão televisiva de competições como a Copa do Brasil e a Libertadores, além de outros contratos.

O presidente licenciado da CBF se declara inocente e diz desconhecer o teor das acusações. A princípio, ele não precisaria se preocupar com extradição, ao contrário de José Maria Marin, que foi encarcerado na Suíça em maio e depois transferido para prisão domiciliar nos Estados Unidos. Mas, segundo a procuradora-geral norte-americana Loretta Lynch, a inexistência de acordo internacional de extradição entre EUA e Brasil não garante que Del Nero esteja a salvo de ver o interior de uma cela no hemisfério norte.

Enquanto isso, aos 61 anos, Marcus Antônio Vicente, que assume interinamente a presidência da CBF, já havia feito no fim de setembro uma consulta à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados para saber se, em caso de afastamento de Del Nero, poderia preencher o cargo. Na ocasião, recebeu parecer positivo, apesar de não ser o vice-presidente mais velho da entidade, “título” do mandatário da Federação Catarinense de futebol, Delfim de Pádua Peixoto, de 74 anos, que teria preferência.

Confira a nota oficial da CBF na íntegra:

1-    A Confederação Brasileira de Futebol vem a público informar, face às noticias veiculadas nesta data, que o Presidente Marco Polo Del Nero apresentou pedido de licença do cargo com a finalidade de dedicar-se à sua defesa, em vista de ter seu nome mencionado em acusações relatadas pela Justiça norte-americana e pelo Comitê de Ética da FIFA.

2-    Em nenhum dos procedimentos mencionados foi conferida ciência ao Presidente do conteúdo das acusações, sendo certa sua absoluta convicção da comprovação de sua inocência, tão logo possa exercer os consagrados e constitucionais direitos ao contraditório e à ampla defesa.

3-    Neste período de licença, o Presidente, em cumprimento às suas atribuições estatutárias, designa, interinamente, para o exercício da Presidência da CBF o Vice-Presidente Marcus Antônio Vicente. (As informações são do site Gazeta Esportiva)

Postado por Passos 24 Horas on 10:06. Marcadores , . Adicionar aos favoritosRSS 2.0

Postagens Recentes

Passos 24 Horas

nome_imagem

Diversos