nome_imagem
nome_imagem
Publicidade
nome_imagem nome_imagem
nome_imagem
nome_imagem

Cadastre-se e receba nosso Boletim Diário

nome_imagem
nome_imagem

Gabinete de Gestão Integrada discute formas de combate à criminalidade em Passos


Na primeira reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) deste ano, o assunto foi educação de tempo integral nas escolas municipais e estaduais de Passos. O tema foi levantado pelo prefeito Ataíde Vilela como parte da estratégia do GGIM para promover medidas de prevenção e de combate à criminalidade no município, evitando que crianças e adolescentes fiquem sujeitas a influências do tráfico e consumo de drogas.
A reunião do GGIM aconteceu no gabinete do prefeito, na manhã de quarta-feira (9), com as presenças dos chefes das polícias Civil e Militar, delegado regional Paulo Queiroz Ferreira e comandante do 12º Batalhão PMMG, tenente-coronel Leander Tostes de Castro Souza, do promotor Eder Capute, do superintendente regional de ensino, Ricardo Medeiros Teixeira, e da secretária municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Pilar Aparecida Lemos Faria.

Também participaram do encontro do GGIM: Adalberto Minchillo Neto (procurador-geral do Município), Reginaldo Santana (chefe de Gabinete do Prefeito) e Reinaldo Matos da Silva, da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

A sugestão do prefeito é de que Município e Estado se unam para o fortalecimento da escola de tempo integral em Passos, uma vez que tanto a Prefeitura quanto o governo estadual já oferecem as atividades no contraturno das escolas municipais e estaduais. “É preciso que as ofertas de vagas sejam planejadas, com prioridade, para aqueles bairros de maior vulnerabilidade social”, disse Ataíde.

Ainda segundo o prefeito, Município e Estado podem compartilhar o Parque Municipal da Educação, que tem previsão de início das obras nos próximos meses, e realizarem juntos, no local, atividades da escola de tempo integral. Para isso, o prefeito solicitou a participação do Estado também na obra, que irá custar mais de R$ 15 milhões. O superintendente se comprometeu em levar essa proposta para a Secretaria de Estado de Educação analisar.

Durante a reunião, o comandante da PM apresentou os índices de criminalidade na área do 12º Batalhão, mostrando uma queda em quase todos os indicadores: redução de 20% no número de roubos e aumento de 2,70% na apreensão de armas de fogo e réplicas. O aumento de crimes ocorreu apenas em relação aos homicídios, que cresceram 30% na região, mas por causa dos assassinatos passionais cometidos em janeiro e fevereiro em Alpinópolis.

Segundo o delegado Paulo Queiroz, a redução da criminalidade é explicada também pelas prisões de bandidos no período, todos após o trabalho investigativo da Polícia Civil, que identificou os responsáveis pelos crimes e pediu autorização judicial para prendê-los. “À medida que esse pessoal vai preso, vai ajudando a reduzir os índices de criminalidade”, disse o delegado.

O GGIM também analisou o término da obra do centro socieducativo para menores infratores – a Casa do Menor – e irá solicitar à Secretaria de Defesa Social do Estado informações sobre o início de seu funcionamento, para que os infratores que oferecem mais risco para a sociedade possam cumprir suas medidas socioeducativas.

ASSISTÊNCIA SOCIAL

Já o promotor Eder Capute elogiou a Secretaria Municipal de Assistência Social pelos diversos programas de atendimento à população de alta vulnerabilidade social de Passos. As ações são realizadas através do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e Casa Lar (abrigo municipal para proteção de crianças e adolescentes).

Segundo Capute, o Creas “faz um trabalho muito bom no município” ao dar suporte para os menores infratores cumprirem suas medidas judiciais, contribuindo para a reabilitação socioeducativa deles. Ainda de acordo com o promotor, esse suporte é muito importante para evitar um aumento no número de infratores mais perigosos e, consequentemente, de crimes violentos. “Dos menores infratores, apenas cerca de dez são os que mais dão trabalho e precisam de internação”, disse.

Representante da Secretaria Municipal de Assistência Social na reunião do GGIM, Reinaldo Matos da Silva detalhou para o promotor e demais integrantes do grupo, o trabalho com menores de idade, através do Creas, do Cras e do Programa Bolsa Família, que dão diversas oportunidades a eles e suas famílias.

Só com o grupo de fortalecimento de vínculos do Cras (em cinco bairros) são 300 crianças e adolescentes assistidos por meio de atividades educativas e de lazer. Para jovens e adultos são oferecidos sete cursos de capacitação profissional.

Na Casa Lar, crianças e adolescentes são protegidos da violência e colocados ou mantidos em escolas para darem prosseguimento às suas vidas. Um desses assistidos vem se tornando exemplo para os demais, pois passou no vestibular para ingressar na faculdade.

De acordo com o prefeito Ataíde Vilela, com o GGIM e as ações da Prefeitura, Passos voltará a ser uma cidade mais tranquila, porque os resultados serão colhidos a médio prazo. “Com os programas e projetos educativos, esportivos e sociais que a Prefeitura vem promovendo, através das secretarias de Educação, Assistência Social e deste Gabinete, as crianças e adolescentes terão opções muito mais construtivas do que entrar no mundo das drogas”, disse.

Postado por Passos 24 Horas on 15:12. Marcadores , . Adicionar aos favoritosRSS 2.0

Postagens Recentes

Passos 24 Horas

nome_imagem

Diversos