nome_imagem
nome_imagem
Publicidade
nome_imagem
nome_imagem
nome_imagem

Cadastre-se e receba nosso Boletim Diário

nome_imagem
nome_imagem

Prefeitura de Passos realiza reunião para tratar da coleta de lixo


Numa reunião com o prefeito Ataíde Vilela para discutir o problema da coleta de lixo em Passos, vereadores manifestaram apoio às medidas que a Prefeitura vem adotando para garantir o funcionamento do serviço. O encontro teve a participação também de um sócio da empresa Arbor, Alexandre Ferreira, que pediu uma nova oportunidade para cumprir o contrato.
A reunião teve também as participações do procurador-geral do Município, Adalberto Minchillo Neto, da secretária de Obras, Habitação e Serviços Urbanos, Sônia Maria de Oliveira, e dos vereadores Alex Bueno, Belinha, Cláudio Félix, Iran Parreira e Nardão, além do chefe de Gabinete, Reginaldo Santana, da engenheira do Departamento de Limpeza Urbana Andyara Machado Miranda e do diretor Gleisson Santos Martins.
O prefeito esclareceu aos vereadores que a Prefeitura suspendeu o contrato com a Arbor após diversas notificações da Secretaria de Obras dando ciência de que o serviço não vinha sendo prestado de acordo com o contrato. O próprio prefeito havia pedido à empresa uma melhor administração do serviço, que sequer possuía quem o gerenciasse. Em nenhuma dessas medidas, a Prefeitura foi atendida.
Caminhões com capacidade de carga abaixo do contratado, deficiência na coleta de lixo, que causou frequentes reclamações de moradores, falta de equipamento para proteção individual de funcionários e de local adequado para higienização, entre outros, são algumas irregularidades apontadas pela Secretaria de Obras.

“A empresa foi notificada sobre cada irregularidade que nossa fiscalização encontrou”, observou Sônia Oliveira.

O próprio empresário confirmou as frequentes notificações, dizendo que não teve tempo de sanar as irregularidades. Essa alegação foi questionada tanto pelo prefeito, quanto pelo procurador do Município e pela secretária de Obras, que lembraram que nesta terça-feira completaram-se dois meses que a Arbor assumiu o serviço em Passos, tempo suficiente para atender cada notificação e cumprir os termos contratuais.

Alguns vereadores confirmaram os problemas apontados pela Prefeitura. Segundo Alex Bueno, moradores reclamam que a coleta não tem sido feita em alguns locais e onde ocorre, é de forma precária.  “Deixam rua sem coletar, passam fora do horário, com atraso de dias e até de uma semana”, acrescentou Belinha, mencionando também queixas em redes sociais.

Afirmando que nenhum vereador presente à reunião estava contra a Prefeitura, o vereador Cláudio Félix disse que ele e os colegas apoiam o prefeito quanto as medidas para solucionar o problema. “Eu queria agradecer vossa excelência pela transparência com que a Prefeitura está tratando esse assunto e esperamos que seja resolvido da melhor forma”, disse.

Alexandre Ferreira disse que irá apresentar, até sexta-feira, um recurso ao processo administrativo que concluiu pela suspensão do contrato com sua empresa e, no mesmo prazo, irá sanar todas as irregularidades apontadas, para que a Arbor fique em condições de continuar prestando o serviço.

Por Ascom/Prefeitura de Passos

Postado por Passos 24 Horas on 19:41. Marcadores , . Adicionar aos favoritosRSS 2.0

Postagens Recentes

Passos 24 Horas

nome_imagem

Diversos