nome_imagem
nome_imagem
Publicidade
nome_imagem nome_imagem
nome_imagem
nome_imagem

Cadastre-se e receba nosso Boletim Diário

nome_imagem
nome_imagem

DEER/MG confirma a entrada em operação de mais dez novos radares em Minas



Nesta terça-feira (1/11), o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG) coloca em operação, em modo educativo e experimental, mais 10 radares para controle de velocidade nas rodovias mineiras.

Os equipamentos estão localizados em Vespasiano (rodovia MG-010, quilômetros 19 – sentido Confins/BH, antes do entroncamento com a MG-424; quilômetros 21,6 e 22,6 – sentido BH/Confins, entre a MG-424 e o trevo de acesso a Vespasiano); em Tiradentes (MGC-383, quilômetro 89,7); Coronel Xavier Chaves (MGC-383, quilômetro 83); Tabuleiro (MG-133, quilômetro 14,9); Mercês (MG-448, quilômetro 0,1 e MGC-265, quilômetro 148) e Patos de Minas (MGC-354, quilômetros 176,2 e 176,3).

A partir da próxima terça-feira (8/11), estes radares passarão a autuar os veículos que excederem a velocidade máxima permitida, de acordo com a sinalização instalada em cada segmento.

Até o momento, 56 equipamentos fixos já estão realizando o controle eletrônico de velocidade e coibindo o excesso. A expectativa é que até dezembro deste ano sejam instalados um total de 393 equipamentos, conforme previsto no contrato atual.

Os primeiros levantamentos apontam que o respeito aos limites de velocidade vem sendo mantido em diversos trechos onde foram instalados radares, o que contribui para a segurança de quem transita pelas rodovias.

Durante o período educativo, no Território Triângulo Norte, entre os dias 21 e 24 de outubro, os equipamentos que monitoram a LMG-749, a MGC-497, a MGC-452, em Uberlândia, e a MG-223, em Araguari, registraram a passagem de 173 mil veículos e 933 com excesso de velocidade, o que representa 0,54% do total de veículos. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, dos 282 mil veículos que passaram pelos radares da MG-030, 836 excederam a velocidade máxima permitida na via, representando 0,30%, enquanto na MGC-262, do total de 133 mil veículos que trafegaram na rodovia 610 ultrapassaram a velocidade máxima permitida, representando 0,46%.

Aferição dos equipamentos

Para entrarem em operação, todos os equipamentos, após instalados, passam por uma série de verificações técnicas e são aferidos pelo Ipem-MG (Instituto de Metrologia e Qualidade), órgão credenciado pelo Inmetro no estado de Minas Gerais.

Entre os testes realizados, destaca-se o ensaio em condições reais de tráfego, no qual um veículo equipado com dispositivo de medição precisa de velocidade (cronotacômetro) passa pelos sensores no mínimo 10 vezes, com velocidade superior a máxima permitida na via. O registro do radar deverá ser compatível com o indicado pelo cronotacômetro do veículo de verificação.

Os radares aprovados recebem um certificado de aferição, válido por um ano. Em casos de manutenção corretiva e/ou transferência de local, os equipamentos são novamente aferidos.


Por Agência Minas

Postado por Passos 24 Horas on 17:20. Marcadores , . Adicionar aos favoritosRSS 2.0

Postagens Recentes

Passos 24 Horas

nome_imagem

Diversos