[Clique Aqui Para Fechar]

.....
.....
nome_imagem
nome_imagem
Publicidade
nome_imagem nome_imagem
nome_imagem
nome_imagem

Cadastre-se e receba nosso Boletim Diário

nome_imagem
nome_imagem

Manifestantes fazem ato contra reforma da Previdência em Passos


O ato público contra a Reforma da Previdência foi um sucesso. A avaliação foi feita na tarde de ontem (15/03), em reunião ocorrida na Subsede Regional de Passos do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUte-MG). Organizado pelo SindUte Regional, o ato contou com o apoio de vários sindicatos, coletivos, movimentos sociais e alunos de várias escolas, e reuniu centenas de pessoas na Praça Geraldo da Silva Maia, na manhã de ontem. A manifestação marcou o início da greve geral da categoria dos trabalhadores em Educação contra a reforma da Previdência e pelo cumprimento da lei do piso nacional salarial.

Além dos trabalhadores na Educação, a manifestação reuniu diversos sindicatos, como o Sempre (servidores municipais) de Passos, de Itaú e de Fortaleza de Minas, Sindefurnas (eletricitários), Sindsul (eletricitários), Senge (engenheiros), Sindcom (comerciários), Sticcep (costureiras), representantes da UNE (estudantes universitários), Levante Popular, Ocupe a Estação, Coletivos de Mulheres, União da Juventude Socialista, Cebs, Reintegrar, entre outras entidades do movimento social.

Após as manifestações na praça, os participantes do ato subiram as Ruas Dr. João Bráulio e Brandões e a Avenida Juca Stockler, seguindo até o parque de exposições, onde ocorria um evento agropecuário. Segundo os dirigentes do SindUte de Passos, tanto a manifestação na praça como a entrega de panfletos explicativos à população foram de grande importância, contando com o apoio massivo da população.

“Nesse contato direto com a população pudemos sentir a indignação das pessoas contra esse desmonte da Previdência que o governo Michel Temer e seus aliados querem fazer em nosso país”, frisou a coordenadora regional do SindUte, Maria Antônia Mourão Barbosa Fonseca, agradecendo o atendimento da polícia militar, que parou o trânsito em várias ruas para que a passeata pudesse chegar ao parque de exposições. Além de Maria Antônia, a presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Passos (Sempre), Nelza Santos, considerou positivo o ato e a panfletagem. Ambas destacaram o apoio de outros sindicatos, coletivos e entidades dos movimentos sociais.

Por Ascom/SindUte-Passos

Postado por Passos 24 Horas on 16:44. Marcadores , . Adicionar aos favoritosRSS 2.0

Postagens Recentes

Passos 24 Horas

Diversos