nome_imagem
nome_imagem
Publicidade
nome_imagem nome_imagem
nome_imagem
nome_imagem

Cadastre-se e receba nosso Boletim Diário

nome_imagem
nome_imagem

Sindicatos marcam novo ato contra reforma da Previdência


A Subsede Regional do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Estado de Minas Gerais (Sind-Ute), com apoio de dez sindicatos de trabalhadores de Passos e região, realizará mais um ato público contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo de Michel Temer. O evento ocorrerá nesta terça-feira (04/04), às 17h00, na Praça Geraldo da Silva Maia (Rosário). Além dos sindicatos de diversas categorias, também apoiam a manifestação a Seccional da OAB de Passos, entidades sociais, do movimento popular e do movimento estudantil.

“Estamos convidando toda a população de Passos e região para continuar protestando contra esse desmonte que querem fazer na Previdência Social, atingindo em cheio os trabalhadores, aposentados e pensionistas”, disse a coordenadora regional do Sind-Ute, Maria Antônia Mourão. Segundo ela, os trabalhadores em educação que continuam em greve têm feito várias ações nos bairros, com panfletagem e carro de som. No domingo, eles foram à Feira Livre de Passos. “A repercussão é altamente positiva. Há uma revolta generalizada da população contra essa retirada de direitos”, frisou.

Os sindicalistas passenses estão temerosos também com a Reforma Trabalhista que prossegue a todo vapor na Câmara dos Deputados. Esta semana, a Comissão Especial da Reforma Trabalhista fará várias audiências na Câmara com representantes de alguns segmentos da sociedade. Eles pretendem continuar cobrando dos deputados federais da região que votem contra as duas reformas, já que entendem que haverá perda de muitos direitos.

Ganhando tempo

Na tentativa de conseguir mais votos em prol da PEC 287/16 – que modifica as regras da Previdência Social –, o governo vem ganhando tempo. A previsão inicial era que a reforma seria votada em fevereiro; depois, cogitou-se que isso ocorreria em março e, agora, já se fala em abril ou maio.

Na semana passada, a Comissão Especial da Reforma da Previdência da Câmara dos Deputados ouviu representantes de alguns segmentos, inclusive do próprio governo. O relator da comissão, deputado Arthur Maia (PPS-BA), disse que pretende apresentar seu parecer ainda esta semana. Antes, porém, pretende ouvir cada bancada separadamente.

Por Ascom/Subsede Regional do Sindute-Passos-MG)

Postado por Passos 24 Horas on 20:11. Marcadores , . Adicionar aos favoritosRSS 2.0

Postagens Recentes

Passos 24 Horas

nome_imagem

Diversos