[Fechar]

.....

.....
nome_imagem
nome_imagem
Publicidade
nome_imagem nome_imagem
nome_imagem
nome_imagem

Cadastre-se e receba nosso Boletim Diário

nome_imagem
nome_imagem

Deputado Cássio defende políticas públicas para produtores de leite


Em defesa dos produtores de leite, o deputado estadual Cássio Soares participou de audiência pública da Comissão de Agropecuária e Agroindústria da Assembleia de Minas, onde destacou a necessidade de um regime especial de tributação para as cooperativas de leite, laticínios e produtores. A ação defendida pelo deputado nesta quinta-feira, 26 de outubro, visa fortalecer o setor, que está em crise devido à falta de políticas públicas direcionadas aos produtores do país.           

Na audiência, em que participaram representantes políticos das regiões sul e sudoeste de Minas, produtores rurais, membros de sindicatos, e representantes de associações e cooperativas, como a Casmil (Cooperativa Agropecuária do Sudoeste Mineiro), foram enfatizadas as dificuldades enfrentadas pelos produtores de leite. Entre elas, o alto custo da produção, o baixo preço do leite pago a esses trabalhadores, a seca, o alto preço da energia elétrica, e a ameaça de importação de leite do Uruguai, que está suspensa temporariamente.

“Há alguns anos, conseguimos junto ao Governo do Estado um regime especial de tributação para a Casmil, que permitia a ela recolher o ICMS do produto 40, 50 dias depois que o leite ia para São Paulo. Isso dava um fôlego para a Cooperativa repassar a questão aos produtores, que hoje não contam com o mesmo regime, tendo que atender prazos estabelecidos pelos grandes laticínios. Assim, percebemos que a composição da cadeia do leite está contra o produtor, o que estamos cobrando ao Governo de Minas que seja modificado, pois os produtores geram milhões de empregos e milhões em impostos, sustentando a nossa economia”, destacou o deputado Cássio durante a audiência.

Cenário atual preocupa produtores de leite

Durante a reunião, produtores reforçaram a necessidade de políticas públicas direcionadas ao setor, uma vez que Minas é o principal estado produtor de leite no Brasil, responsável por 30% da produção. “Ninguém consegue se manter com o preço do produto abaixo do custo da produção. Todos nós estamos no vermelho. Não dá para ficar assim por muito tempo. Precisamos de uma política estruturante”, afirmou Maurício Silveira Coelho, representante do grupo Cabo Verde e integrante da Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite).

O presidente do Sindicato Rural de Passos, Darlan Esper Kallas, também participou da audiência pública, onde apresentou e entregou um documento elaborado junto a produtores, que contém propostas para o fortalecimento do setor. “Após várias reuniões com amigos produtores de Passos e região, elaboramos esse documento, que reforça a importância do produtor ser tratado com respeito. Contamos com o apoio dos deputados para que esse papel seja levado à frente, sensibilizando o Governo Estadual e Federal”, destacou Darlan.

Dentre outras solicitações, o documento aponta à necessidade de ser formada uma comissão extraordinária, composta por deputados, para estudar as ameaças e as oportunidades da cadeia do leite de Minas Gerais. Outro ponto importante destacado é a necessidade de um programa de desenvolvimento da pecuária de leite de Minas com ações regionalizadas.

“Mesmo com a importância da agricultura para a economia do país, os nossos produtores carecem de políticas públicas, não conseguindo competir com o mercado externo, como o uruguaio. Por isso, irei defendê-los aonde é quer que seja, exigindo respeito e condições iguais de competitividade. Para alcançarmos isso, é muito importante que a classe permaneça unida e mostrando sua força”, avaliou o deputado estadual Cássio Soares.

Por Ascom/Deputado Cássio Soares

Postado por Passos 24 Horas on 20:10. Marcadores , . Adicionar aos favoritosRSS 2.0

Postagens Recentes

Passos 24 Horas

nome_imagem

Diversos