nome_imagem
nome_imagem
Publicidade
nome_imagem
nome_imagem
nome_imagem

Cadastre-se e receba nosso Boletim Diário

nome_imagem
nome_imagem

ANP fiscaliza postos de combustíveis em Passos


A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) realizou semana passada uma força-tarefa com a Secretaria de Fazenda de Minas Gerais e o Instituto de Metrologia e Qualidade (Ipem-MG) para fiscalizar postos de combustíveis em Passos, no Sudoeste de MG.

Foram fiscalizados sete postos, sendo que quatro tiveram bicos de combustíveis interditados pelo Ipem-MG (sete bicos no total) e foram autuados também pela ANP por fornecerem menos combustível do que o marcado na bomba.

Dois desses postos também sofreram autuações da Agência por uso indevido de bandeira (um era bandeira branca e ostentava marca de distribuidora; o segundo era bandeirado e não ostentava a marca), e um deles recebeu ainda uma terceira autuação por não possuir equipamento obrigatório (proveta) para fazer o teste de qualidade da gasolina quando solicitado pelos consumidores.

Todas as autuações darão origem a processos administrativos, ao longo dos quais os agentes possuem, garantido por lei, direito à ampla defesa e ao contraditório.

Denúncias de irregularidades no mercado de combustíveis podem ser encaminhadas ao Centro de Relações com o Consumidor (CRC) da ANP, pelo telefone 0800 970 0267 ou pelo Fale Conosco.

Por ANP - Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - 17/09/2019 - Atualizado: Terça, 17 de setembro de 2019, 12h25

O Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerias (Ipem-MG) também divulgou um texto referente a Fiscalização, atualizado no dia 13 de Setembro de 2019, 17:19.

O Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerias (Ipem-MG), em parceria com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) e Secretaria de Estado da Fazenda de Minas Gerais (SEF/MG) realizaram força tarefa para a fiscalização de postos de combustíveis, no município de Passos, nesta semana (09 a 13/09).

Nos 6 postos fiscalizados foram encontrados problemas de vício de quantidade, ou seja, uma diferença leve entre o que passa no leitor da bomba e a quantidade que realmente é entregue ao consumidor. Também constatou-se que havia bombas em mal estado de conservação e com vazamento interno de combustível (diesel, etanol e gasolina).

O gerente de Coordenação de Serviços Metrológicos do Ipem-MG, Wanderlan Alves, explica que no leitor é mostrado a injeção de 20 litros, quando de fato chegaram ao tanque 19,920 litros, ou seja, 80ml a menos.

“Trata-se de um erro comum em bombas. Portanto, não é visto como algo proposital ou atitude de má-fé”, explica Alves.

Apesar disso, conforme a legislação é necessário realizar a interdição imediata da bomba de combustível que apresentou alteração até que o problema seja solucionado.

A força tarefa é uma ação realizada rotineiramente pelo Instituto e demais órgãos ao longo do ano ou quando há denúncias de fraudes na Ouvidoria do Ipem-MG. A ouvidoria funciona por meio do fale conosco presente no site, no telefone 08000 335 335 ou pelo endereço eletrônico ouvidoria@ipem.mg.gov.br. 

Por Instituto de Metrologia e Qualidade do Estado de Minas Gerias (Ipem-MG)


Postado por Passos 24 Horas on 08:59. Marcadores , . Adicionar aos favoritosRSS 2.0

Postagens Recentes

Passos 24 Horas

nome_imagem

Diversos