nome_imagem
nome_imagem
Publicidade
nome_imagem
nome_imagem
nome_imagem

Cadastre-se e receba nosso Boletim Diário

nome_imagem

Hospital de campanha contra a COVID-19 deve ser concluído em até 15 dias


Pautas referentes às futuras instalações do hospital de campanha contra o novo cornavírus no município de Passos, foram debatidas na tarde desta quinta-feira (23), nas dependências do Hospital Otto Krakauer, local definido pelo gabinete de crise da cidade  como o ideal para os atendimentos destinados a saúde e assistência social , em virtude do vírus.

Reunindo a presença do prefeito Carlos Renato Lima Reis, o Renatinho Ourives, e membros da Justiça Comum e do Trabalho, do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Corpo de Bombeiro, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o encontro definiu algumas medidas a serem adotadas nos próximos dias visando êxito na conclusão das obras do hospital de campanha.   

Segundo o Vice-Presidente da OAB, e membro do gabinete de crise, Renato Reis, na última semana o hospital recebeu a visita da ANVISA , do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Saúde, que analisaram as instalações e solicitaram alguma intervenções  no projeto apresentado. 

‘’Posterior à visita no local, foram requisitadas algumas alterações para garantir a segurança e comodidade de todos aqueles que frequentarem o hospital. Dentre as mudanças, uma segunda rampa de acesso e melhorias nos banheiros, são consideradas como primordiais para que em breve a obra seja entregue a toda população de Passos, e  utilizada no combate a COVID-19’’, informou Renato. 

As instalações 

Como determinado entre a prefeitura e a Fundação Beneficente São João da Escócia (FBSJE), mantenedora do Hospital Otto Krakauer, a administração municipal é a responsável pelas  adaptações  que estão sendo realizadas no hospital. E, em decorrência da responsabilidade, realizou uma solicitação de assistência, junto à Justiça do Trabalho, e com o aval e orientação do Ministério Público do Trabalho, que concedeu em uma verba para a compra dos materiais de construção para o começo da obra.
M
ediante a aquisição, a reforma da instituição teve inicio no último dia 31 de março, e vem realizando melhorias na alvenaria e pintura, além de revisões em todas as instalações elétricas e hidrossanitárias. Os reparos, que estão sendo efetivados com recursos destinados pela Justiça do Trabalho e Ministério Público do Trabalho, recebe a mão de obra de assistidos da Associação de Proteção e Apoio aos Condenados (APAC), que terão a remissão de pena de acordo com as atividades realizadas. 

Já a coordenação e execução da reforma estão sendo exercidas gratuitamente pela Construtora Engetop, e por uma equipe de profissionais supervisionados pelo Engenheiro Ubiratan Bernardes.

Questionado sobre o período de entrega da obra, o Prefeito Carlos Renato Lima Reis, o Renatinho Ourives, comentou que mediante as alterações solicitadas, o prazo acabou se dilatando, mas que  dentre quinze dias, as atividades serão concluídas.  

‘’Fomos o primeiro hospital de campanha aprovado em Minas Gerais, e agora estamos trabalhando para finalizar as demandas requisitadas pelos órgãos,  e  concluir a obra em até duas semanas, pois sabemos da necessidade de estarmos preparados para qualquer situação’’, afirmou.

O chefe do poder executivo ainda elogiou os parceiros que vem contribuindo para a reforma da instituição.  

‘’Entendemos que este é um momento muito importante para a saúde de Passos e de toda a região, e sem o auxílio de inúmeros parceiros, não seria possível  entregar esse hospital de campanha para a população.  Agradeço a cada um deles e, principalmente a todos os profissionais de saúde que estão na linha de frente no enfrentamento dessa pandemia’’, finalizou.

Inicialmente, serão 38 leitos aptos para acompanhamento médico às questões de baixa e média complexidade.  A instituição já possui o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), e foi denominada como Hospital de Campanha COVID-19 - Passos/MG, intitulada  como hospital de apoio,  para atender pacientes com suspeita da covid-19.

Portanto, um dos principais objetivos do gabinete de gestão de crise, é manter os leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) disponíveis para aqueles pacientes que venham a desenvolver casos graves do novo coronavírus. 

Na reunião, ainda foi mencionado pelos presentes à aquisição de materiais médicos hospitalares para o inicio dos trabalhos, a partir de recursos destinados pela Justiça Estadual.

Por Agência Brasil - 23/04/2020

Postado por Passos 24 Horas on 17:15. Marcadores , . Adicionar aos favoritosRSS 2.0

Postagens Recentes

Passos 24 Horas

nome_imagem

Diversos